Terceira Igreja Presbiteriana de Rio Claro

Rua Nove, 1983 - Santa Cruz - 13500-220

terceiraipbrc@gmail.com

(19) 3617.7879 | (19) 3617.7880

(19) 99657.5047

  • Facebook
  • YouTube
Buscar
  • 3ª IPB Rio Claro

Namorados e a Bíblia


Quais as principais características que devem ser vistas para começar um namoro?


1 – O que o pretendente (ou a pretendente) tem de Deus: existe um mal que ocorre em nossas igrejas e que não vem de hoje, estou falando de uniões mistas, namoros mistos. Este mal vem sendo praticado desde o Antigo Testamento, e todas as vezes que havia estas uniões, Deus se irava e mandava que elas fossem desfeitas. Por quê? O descrente não consegue entender quem é o Deus que nós servimos. Eles não conseguem entender o que a Bíblia requer de nós. A Bíblia trata estas uniões como “jugo desigual” (2Co 6.14). Quando um crente unia-se com pessoas que não eram regeneradas, os crentes passam a participar das obras infrutíferas das trevas. A principal preocupação que o Antigo Testamento mostra com a união mista é a idolatria (Êx. 23.33). E assim, uma pessoa que não é regenerada não saberá da vontade de Deus para o casal de namorados. A Bíblia requer santidade no relacionamento e que este relacionamento seja entre dois regenerados, pois namoro com descrente não é um método de evangelismo.


2 – O seu caráter: nós vimos acima que se o pretendente (ou a pretendente) não professar a fé cristã, não devemos nos unir com ela. Então, nem adianta olhar o caráter que ela possui, pois mesmo sendo uma ótima pessoa, ela é boa sem saber o que a Bíblia fala o que é ser bom e porque tal pessoa faz coisas boas. No entanto, tratarei neste tópico com aqueles que viram no seu (sua) pretendente um ponto positivo segundo o ponto acima. Este caráter não pode ser analisado por sua frequência na igreja, por responder as perguntas levantadas na Escola Dominical ou por orar bonito. Mas este caráter deve ser analisado a partir do princípio de como esta pessoa aplica o conhecimento que ela tem de Deus em sua vida.


O que não se pode procurar para começar um namoro?


1 – Etnia: a Escritura é clara em mostrar de que Deus não faz acepção de pessoas;


2 – Condições financeiras: essa atitude envolve pecado. O pecado da avareza, da cobiça e do engano que é falta de amor ao próximo. Então, casar por causa de questões financeiras não é amor, tal relacionamento não provém de Deus.


3 – Estética: se um namoro começa sem amor, mas por atração física, este relacionamento não durará por muito tempo. E, assim, há uma grande possibilidade que traições aconteçam.


Portanto, qual é o bom propósito do namoro cristão? Visar o casamento para a glória de Deus, que cumpre com o que Deus ordenou a Adão no Éden de se unir à sua esposa e contrair uma família.




Denis Monteiro

(Extraído e adaptado do site bereianos.blogspot.com)

1 visualização